Os desafios e benefícios do consumo consciente
O 15 de outubro é marcado como o dia do consumo consciente. Fala-se muito sobre o poder de escolha do consumidor, mas trata-se de uma via de mão dupla em que consumidores e fabricantes são responsáveis para que o consumo consciente se torne uma prática recorrente.

Quem nunca se deixou seduzir por aquela roupa ou sapato na vitrine da loja que você sequer precisava? Quantas vezes você foi ao supermercado, se empolgou e comprou muito mais itens do que o necessário? Resultado, parte da compra saiu direto da geladeira para o lixo, os alimentos estragaram sem você se quer ter aberto pacotes. Já recebeu aquela encomenda pelo correio e ficou se perguntando: porque tanta embalagem num produto só? Ninguém disse que consumo consciente é uma prática fácil, mas se você quiser mudar de hábitos, ele pode passar a fazer parte da sua realidade todos os dias e nós vamos de mostrar como.


O primeiro passo na missão de se tornar um consumidor mais consciente é entender o que de fato significa consumo consciente, você sabe? Consumir de forma consciente significa refletir sobre as suas escolhas, pensar sobre o impacto que sua compra terá no meio ambiente, na sociedade e até nas suas finanças.


Principais desafios para se tornar um consumidor consciente 


Em 2019, uma  pesquisa realizada pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) em todas as capitais do país apontou como obstáculos para o consumo consciente se tornar um hábito na rotina dos brasileiros, o  alto preço dos produtos orgânicos (37%),  os empecilhos na separação do lixo para a reciclagem (32%), a dificuldade em reduzir a produção de lixo em casa (30%) e as barreiras para engajar os vizinhos a também consumirem de forma consciente (30%). 


A mesma pesquisa concluiu que 97% dos consumidores brasileiros possuem dificuldade em adotar práticas de consumo consciente, embora tenham a clareza que a mudança de atitude traz benefícios presentes e futuros para sociedade e para o planeta.


Consumo consciente no Brasil 


Segundo a pesquisa citada acima, os brasileiros são considerados ainda consumidores em transição. Mas o que isso significa? Apesar de mais da metade de nós cultivar alguma prática de consumo consciente, a frequência com que isso acontece é muito aquém da desejada. 


Em 2019, o Índice de Consumo Consciente (ICC) ficou na casa dos 73%, se mantendo estável em relação ao ano anterior. Não há uma edição mais recente do índice para que possamos fazer um comparativo, mas na pandemia, ao que tudo indica por outros estudos sobre a percepção dos consumidores em relação as marcar, como o Relatório Brasil 2020 - Vida Sustentável, desenvolvido pela Akatu junto da GlobalScan, o consumo consciente começa a se popularizar no Brasil.


Cada vez mais o consumidor brasileiro se questiona sobre a origem do produto, como é produzido, quais matérias primas utilizadas, quais condições de trabalho de quem confeccionou, quais os impactos do produto ou produção no meio ambiente. Além disso, o maior acesso à informação tem contribuído para que os consumidores fiquem cada vez mais atentos às falsas práticas sustentáveis, conhecidas pelo termo em inglês “greenwashing”. Se você nunca ouviu esse termo, se encaixa na famosa expressão popular “feito pra inglês ver”, ou seja, são empresas que criam uma falsa aparência de sustentabilidade, utilizam o termo para passar uma impressão de que a marca tem um impacto positivo no meio ambiente e na sociedade, quando é apenas uma maquiagem, as práticas não são de fato sustentáveis.


Consumo consciente: o meio ambiente agradece

É preciso dizer que consumo consciente é uma via de mão dupla, depende tanto das escolhas feitas pelos consumidores, quanto das indústrias e empresas que fabricam e comercializam os produtos no mercado. Primeiro porque o consumidor precisa ter opções de escolha, se não houverem práticas sustentáveis no processo produtivo, não há como diferenciar uma empresa que se preocupa com o seu impacto socioambiental de uma que não leva a sério a importância disso. 


Segundo, porque ao escolher um produto fabricado e comercializado que seguem protocolos sustentáveis e são pensados para gerar menos impacto socioambiental, o consumidor está contribuindo diretamente com o presente e o futuro do planeta, sendo assim, o meio ambiente agradece.


Seguem algumas dicas sobre práticas que te ajudam a ser um consumidor mais consciente, no que desrespeito ao quesito sustentabilidade:

  • Prefira marcas que sejam social e ambientalmente responsáveis;
  • Fique de olhos nos rótulos, eles trazem informações importantes sobre o posicionamento dos fabricantes quanto à normas ambientais e apoio à projetos diversos;
  • Optar por produtos orgânicos é sempre uma boa pedida; uma vez que seu processo produtivo agride menos o meio ambiente;
  • Fique de olho nas certificações e nos selos de boas práticas contidos nas embalagens;
  • Optar por produtos com certificação de origem também pode ser uma boa ideia;
  • Não compre produtos piratas ou contrabandeados;
  • Separe seu lixo;
  • Reduza a sua produção de lixo individual;
  • Avalie o tipo de embalagem que está levando pra casa, o material daquela embalagem é reciclável? Você pode optar por uma embalagem feita de um material cuja taxa de reciclagem no Brasil é maior pra ter a certeza que esse material será reciclado?;
  • Escolha produtos cujos fabricantes investem na logística reversa de embalagens, inserir embalagens pós-consumo novamente na cadeia produtiva por meio da reciclagem não só gera economia na utilização de recursos naturais primários, quanto evita que o descarte incorreto transforme essas embalagens em lixo, que por sua vez irá poluir cidades, rios e oceanos. 


Consumo consciente: seu bolso agradece


No Brasil, temos a cultura de dizer que apenas quando a situação aperta no bolso, que as atitudes mudam. Infelizmente, para muitas pessoas é assim mesmo que funciona! A boa notícia aqui é: ao se tornar um consumidor consciente e ficar atento às suas escolhas, você pode economizar dinheiro e manter o orçamento em dia, sendo assim, o seu bolso agradece!


Veja algumas práticas que te ajudam a ser um consumidor mais consciente no seu dia- a- dia, sair do discurso e transformar os seus hábitos de consumo:

  • Evite comprar por impulso;
  • Planeje as suas compras, principalmente as idas ao supermercado e a feira;
  • Consuma apenas o necessário;
  • Economize água, energia e o que mais você conseguir;
  • Evite desperdício de alimentos na cozinha, utilize sobras de refeições anteriores no preparo de outras receitas;
  • Sempre que possível contribua com a melhoria de produtos e serviços;
  • Reutilize produtos e embalagens sempre que possível;
  • Fique atento às práticas de greenwashing, não se deixe enganar pelo discurso verde, avalie se a marca realmente coloca em prática o que prega; 
  • Adote um novo mantra para a sua vida: Desejar não é precisar! Desejo não é sinônimo de necessidade, sempre que for comprar alguma coisa, tente se lembrar disso!


Nós da Polen contribuímos diretamente para que você consumidor tenha opções de escolha! Como? Ao auxiliar nossos clientes e parceiros a implementarem a logística reversa de embalagens pós-consumo, o impacto dessas embalagens no meio ambiente é neutralizado e você como consumidor tem a certeza que os produtos e serviços que está consumindo são provenientes de empresas que estão investindo em práticas sustentáveis reais e fazem a diferença no dia a dia da sociedade.

Nossa dica de hoje é, diga o nosso Instagram e fique de olho nas marcas parceiras da Polen, escolher produtos dessas empresas pode ser um passo a mais na sua jornada de consumo consciente, uma vez que  reduzir o impacto das embalagens no meio ambiente está no DNA de cada uma delas. 


Referências:

O que é consumo consciente? - https://www.bv.com.br/bv-inspira/orientacao-financeira/consumo-consciente 

Brasileiros tem dificuldade em adotar o consumo consciente - https://fcdlrj.org.br/manchete_principal/brasileiros-tem-dificuldades-em-adotar-consumo-consciente/ 

Consumo consciente começa a se popularizar no Brasil - https://idec.org.br/idec-na-imprensa/consumo-consciente-comeca-se-popularizar-no-brasil 

Conheça os 12 princípios do consumo consciente - https://akatu.org.br/conheca-os-12-principios-do-consumo-consciente/ 

What is Conscious Consumption? - https://greenplat.com/en/2020/10/13/what-is-conscious-consumption/ 


Os desafios e benefícios do consumo consciente
October 15, 2021 8:59 AM
O 15 de outubro é marcado como o dia do consumo consciente. Fala-se muito sobre o poder de escolha do consumidor, mas trata-se de uma via de mão dupla em que consumidores e fabricantes são responsáveis para que o consumo consciente se torne uma prática recorrente.

Quem nunca se deixou seduzir por aquela roupa ou sapato na vitrine da loja que você sequer precisava? Quantas vezes você foi ao supermercado, se empolgou e comprou muito mais itens do que o necessário? Resultado, parte da compra saiu direto da geladeira para o lixo, os alimentos estragaram sem você se quer ter aberto pacotes. Já recebeu aquela encomenda pelo correio e ficou se perguntando: porque tanta embalagem num produto só? Ninguém disse que consumo consciente é uma prática fácil, mas se você quiser mudar de hábitos, ele pode passar a fazer parte da sua realidade todos os dias e nós vamos de mostrar como.


O primeiro passo na missão de se tornar um consumidor mais consciente é entender o que de fato significa consumo consciente, você sabe? Consumir de forma consciente significa refletir sobre as suas escolhas, pensar sobre o impacto que sua compra terá no meio ambiente, na sociedade e até nas suas finanças.


Principais desafios para se tornar um consumidor consciente 


Em 2019, uma  pesquisa realizada pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) em todas as capitais do país apontou como obstáculos para o consumo consciente se tornar um hábito na rotina dos brasileiros, o  alto preço dos produtos orgânicos (37%),  os empecilhos na separação do lixo para a reciclagem (32%), a dificuldade em reduzir a produção de lixo em casa (30%) e as barreiras para engajar os vizinhos a também consumirem de forma consciente (30%). 


A mesma pesquisa concluiu que 97% dos consumidores brasileiros possuem dificuldade em adotar práticas de consumo consciente, embora tenham a clareza que a mudança de atitude traz benefícios presentes e futuros para sociedade e para o planeta.


Consumo consciente no Brasil 


Segundo a pesquisa citada acima, os brasileiros são considerados ainda consumidores em transição. Mas o que isso significa? Apesar de mais da metade de nós cultivar alguma prática de consumo consciente, a frequência com que isso acontece é muito aquém da desejada. 


Em 2019, o Índice de Consumo Consciente (ICC) ficou na casa dos 73%, se mantendo estável em relação ao ano anterior. Não há uma edição mais recente do índice para que possamos fazer um comparativo, mas na pandemia, ao que tudo indica por outros estudos sobre a percepção dos consumidores em relação as marcar, como o Relatório Brasil 2020 - Vida Sustentável, desenvolvido pela Akatu junto da GlobalScan, o consumo consciente começa a se popularizar no Brasil.


Cada vez mais o consumidor brasileiro se questiona sobre a origem do produto, como é produzido, quais matérias primas utilizadas, quais condições de trabalho de quem confeccionou, quais os impactos do produto ou produção no meio ambiente. Além disso, o maior acesso à informação tem contribuído para que os consumidores fiquem cada vez mais atentos às falsas práticas sustentáveis, conhecidas pelo termo em inglês “greenwashing”. Se você nunca ouviu esse termo, se encaixa na famosa expressão popular “feito pra inglês ver”, ou seja, são empresas que criam uma falsa aparência de sustentabilidade, utilizam o termo para passar uma impressão de que a marca tem um impacto positivo no meio ambiente e na sociedade, quando é apenas uma maquiagem, as práticas não são de fato sustentáveis.


Consumo consciente: o meio ambiente agradece

É preciso dizer que consumo consciente é uma via de mão dupla, depende tanto das escolhas feitas pelos consumidores, quanto das indústrias e empresas que fabricam e comercializam os produtos no mercado. Primeiro porque o consumidor precisa ter opções de escolha, se não houverem práticas sustentáveis no processo produtivo, não há como diferenciar uma empresa que se preocupa com o seu impacto socioambiental de uma que não leva a sério a importância disso. 


Segundo, porque ao escolher um produto fabricado e comercializado que seguem protocolos sustentáveis e são pensados para gerar menos impacto socioambiental, o consumidor está contribuindo diretamente com o presente e o futuro do planeta, sendo assim, o meio ambiente agradece.


Seguem algumas dicas sobre práticas que te ajudam a ser um consumidor mais consciente, no que desrespeito ao quesito sustentabilidade:

  • Prefira marcas que sejam social e ambientalmente responsáveis;
  • Fique de olhos nos rótulos, eles trazem informações importantes sobre o posicionamento dos fabricantes quanto à normas ambientais e apoio à projetos diversos;
  • Optar por produtos orgânicos é sempre uma boa pedida; uma vez que seu processo produtivo agride menos o meio ambiente;
  • Fique de olho nas certificações e nos selos de boas práticas contidos nas embalagens;
  • Optar por produtos com certificação de origem também pode ser uma boa ideia;
  • Não compre produtos piratas ou contrabandeados;
  • Separe seu lixo;
  • Reduza a sua produção de lixo individual;
  • Avalie o tipo de embalagem que está levando pra casa, o material daquela embalagem é reciclável? Você pode optar por uma embalagem feita de um material cuja taxa de reciclagem no Brasil é maior pra ter a certeza que esse material será reciclado?;
  • Escolha produtos cujos fabricantes investem na logística reversa de embalagens, inserir embalagens pós-consumo novamente na cadeia produtiva por meio da reciclagem não só gera economia na utilização de recursos naturais primários, quanto evita que o descarte incorreto transforme essas embalagens em lixo, que por sua vez irá poluir cidades, rios e oceanos. 


Consumo consciente: seu bolso agradece


No Brasil, temos a cultura de dizer que apenas quando a situação aperta no bolso, que as atitudes mudam. Infelizmente, para muitas pessoas é assim mesmo que funciona! A boa notícia aqui é: ao se tornar um consumidor consciente e ficar atento às suas escolhas, você pode economizar dinheiro e manter o orçamento em dia, sendo assim, o seu bolso agradece!


Veja algumas práticas que te ajudam a ser um consumidor mais consciente no seu dia- a- dia, sair do discurso e transformar os seus hábitos de consumo:

  • Evite comprar por impulso;
  • Planeje as suas compras, principalmente as idas ao supermercado e a feira;
  • Consuma apenas o necessário;
  • Economize água, energia e o que mais você conseguir;
  • Evite desperdício de alimentos na cozinha, utilize sobras de refeições anteriores no preparo de outras receitas;
  • Sempre que possível contribua com a melhoria de produtos e serviços;
  • Reutilize produtos e embalagens sempre que possível;
  • Fique atento às práticas de greenwashing, não se deixe enganar pelo discurso verde, avalie se a marca realmente coloca em prática o que prega; 
  • Adote um novo mantra para a sua vida: Desejar não é precisar! Desejo não é sinônimo de necessidade, sempre que for comprar alguma coisa, tente se lembrar disso!


Nós da Polen contribuímos diretamente para que você consumidor tenha opções de escolha! Como? Ao auxiliar nossos clientes e parceiros a implementarem a logística reversa de embalagens pós-consumo, o impacto dessas embalagens no meio ambiente é neutralizado e você como consumidor tem a certeza que os produtos e serviços que está consumindo são provenientes de empresas que estão investindo em práticas sustentáveis reais e fazem a diferença no dia a dia da sociedade.

Nossa dica de hoje é, diga o nosso Instagram e fique de olho nas marcas parceiras da Polen, escolher produtos dessas empresas pode ser um passo a mais na sua jornada de consumo consciente, uma vez que  reduzir o impacto das embalagens no meio ambiente está no DNA de cada uma delas. 


Referências:

O que é consumo consciente? - https://www.bv.com.br/bv-inspira/orientacao-financeira/consumo-consciente 

Brasileiros tem dificuldade em adotar o consumo consciente - https://fcdlrj.org.br/manchete_principal/brasileiros-tem-dificuldades-em-adotar-consumo-consciente/ 

Consumo consciente começa a se popularizar no Brasil - https://idec.org.br/idec-na-imprensa/consumo-consciente-comeca-se-popularizar-no-brasil 

Conheça os 12 princípios do consumo consciente - https://akatu.org.br/conheca-os-12-principios-do-consumo-consciente/ 

What is Conscious Consumption? - https://greenplat.com/en/2020/10/13/what-is-conscious-consumption/ 


Fale Com a Polen