O que a biodiversidade tem a ver com o seu negócio?
Consumidores cada vez mais exigentes e atentos quanto à postura das marcas em relação a utilização de recursos naturais dão preferência a empresas que levam a sério a questão da biodiversidade .

Para entender a correlação entre biodiversidade e negócio, um questionamento muito importante precisa ser feito e a sua resposta pode contribuir para a construção de um entendimento coletivo sobre o assunto. Você sabe o que é biodiversidade?


Foi a partir desse questionamento que há 11 anos o UEBT - Union for Ethical Biotrade decidiu investir na criação do Biodiversity Barometer, para medir o entendimento de pessoas e mercados sobre o que é biodiversidade e a importância dela para o futuro do planeta. Todos os anos, desde 2009, a UEBT acompanha a crescente conscientização sobre a biodiversidade e seu efeito nas decisões de compra dos consumidores.


O UEBT é uma associação sem fins lucrativos que promove o conceito de abastecimento com respeito. A organização estabelece boas práticas de como as empresas devem proceder à colheita, coleta ou o cultivo de ingredientes da biodiversidade de forma respeitosa levando em consideração o meio ambiente e as pessoas daquelas localidades, que entendem esse meio ambiente como lar.


Agora que já estamos ambientados em relação ao tema, vamos voltar à pergunta inicial: Você sabe o que é biodiversidade? Na edição 2020 do Biodiversity Barometer, o UEBT aplicou a pesquisa em seis países: Brasil, França, Alemanha, Suíça, Reino Unido e Estados Unidos; e obteve 6 mil respostas de consumidores para esta pergunta.


Em 2020, 78% dos entrevistados disseram ter ouvido falar sobre biodiversidade. O número é maior do que os 67% registrados na pesquisa aplicada pela UEBT em 2010. A grande maioria dos respondentes foram capazes de definir o significado de biodiversidade corretamente em quase todos os países pesquisados, com exceção do Brasil onde a compreensão sobre o tema teve uma ligeira queda em relação aos anos anteriores. 


A UEBT define biodiversidade como sendo “a variedade de vida na Terra. O ar que você respira, os alimentos que ingere e o acesso à água potável dependem da biodiversidade. A biodiversidade é vital e sem ela, nós, humanos, não podemos sobreviver”.


Conscientização sobre biodiversidade no mundo


Ao longo dos 11 anos em que o Biodiversity Barometer foi aplicado, 74 mil pessoas foram ouvidas em 116 países, onde foi possível pesquisar e rastrear a noção global sobre biodiversidade dentro dessas sociedades, como observado na imagem a seguir. 


UEBT Biodiversity Barometer


Embora a percepção dos brasileiros sobre a biodiversidade tenha caído um pouco na última edição do estudo, nós, em conjunto com outros países latinoamericanos e asiáticos, registramos uma maior percepção sobre a temática. Segundo a UEBT, provavelmente isso acontece porque essas duas regiões possuem uma fauna e flora bastante ricas e diversas em número de espécies.


A relação entre biodiversidade e negócio 


O primeiro elo entre a percepção de biodiversidade e o universo dos negócios está na figura do consumidor. O UEBT Biodiversity Barometer demonstrou que é cada vez maior o número de consumidores que buscam fazer escolhas éticas e esperam que as empresas façam a sua parte e contribuam positivamente com o meio ambiente e a sociedade. Ou seja, as decisões de compra estão sendo balizadas por princípios éticos e sustentáveis.


Segundo o  Biodiversity Barometer, compras realizadas com base em princípios éticos contribuem para uma sensação de bem-estar. Dos consumidores pesquisados, 77% se sentem bem ao comprar produtos de empresas que respeitam a biodiversidade e as pessoas. Entre consumidores mais jovens, com idades entre 25-34 anos, esse número sobe para 80%. Além disso, 82% dos pesquisados acreditam que esse tipo de escolha de consumo acaba gerando um impacto positivo.


Outro dado bastante relevante trazido pela pesquisa se refere ao comportamento de consumo durante a atual crise do Covid-19. O Biodiversity Barometer mostrou que a pandemia tem levado os consumidores a pensarem ainda mais sobre os impactos nos campos da saúde e do meio ambiente causados a partir do seu comportamento de consumo.


Confiança dos consumidores nas empresas em baixa 


Ao longo de uma década de pesquisa, o UEBT Biodiversity Barometer identificou que a confiança dos consumidores nas empresas tem se mantido muito baixa. A pesquisa demonstrou que nos países ocidentais a taxa média de confiabilidade que as empresas se preocupam com questões éticas relacionadas à biodiversidade ficou na casa dos 41%. No Brasil, a média de confiabilidade sobe para 59%. É importante ressaltar que a pesquisa também destacou: quanto maior a renda e o nível de educação dos consumidores, menor a confiança nos negócios.


Segundo o Biodiversity Barometer, os consumidores têm grandes expectativas em relação às boas práticas éticas das empresas. 


82% dos entrevistados consideram que as empresas têm a obrigação moral de garantir um impacto positivo nas pessoas e na biodiversidade.


Algumas indústrias lidam de forma direta com a biodiversidade, como o setor alimentício e o de cosméticos. Mas isso não significa que as demais indústrias não gerem impacto na biodiversidade, por isso mesmo a importância do tema para o setor industrial como um todo. Há uma crescente preocupação de diversos segmentos quanto aos impactos ambientais gerados pela atividade industrial e a busca por soluções cada vez mais sustentáveis para solucionar os impasses. A logística reversa de embalagens e a compensação dessas embalagens por meio de créditos de reciclagem são algumas práticas que ajudam a mitigar os danos ambientais e consequentemente contribuem para a manutenção da biodiversidade em diferentes ecossistemas. 

 

O UEBT Biodiversity Barometer 2020 fecha um ciclo de investigação, uma vez que essa é a última edição da pesquisa. O ano de 2020 marcou também o final da chamada década da biodiversidade das Nações Unidas, que se propôs a acompanhar as ações realizadas em prol da preservação da biodiversidade ao longo de 10 anos. O Biodiversity Barometer deixa de existir, mas a fiscalização por parte dos consumidores é uma tendência de mercado que não dá sinais que deva arrefecer nos próximos anos.


Se a sua empresa se preocupa com questões éticas relacionadas ao meio ambiente e a biodiversidade, e busca uma forma de colocar em prática ações estruturadas que tenham um impacto positivo na cadeia da reciclagem, fale com a Polen. Nossa equipe terá um enorme prazer em atender as necessidades da sua empresa. 


Referências:

UEBT - Union for Ethical Biotrade 

Biodiversity Barometer

Autora: Daniella Barbosa


O que a biodiversidade tem a ver com o seu negócio?
August 12, 2021 11:21 PM
Consumidores cada vez mais exigentes e atentos quanto à postura das marcas em relação a utilização de recursos naturais dão preferência a empresas que levam a sério a questão da biodiversidade .

Para entender a correlação entre biodiversidade e negócio, um questionamento muito importante precisa ser feito e a sua resposta pode contribuir para a construção de um entendimento coletivo sobre o assunto. Você sabe o que é biodiversidade?


Foi a partir desse questionamento que há 11 anos o UEBT - Union for Ethical Biotrade decidiu investir na criação do Biodiversity Barometer, para medir o entendimento de pessoas e mercados sobre o que é biodiversidade e a importância dela para o futuro do planeta. Todos os anos, desde 2009, a UEBT acompanha a crescente conscientização sobre a biodiversidade e seu efeito nas decisões de compra dos consumidores.


O UEBT é uma associação sem fins lucrativos que promove o conceito de abastecimento com respeito. A organização estabelece boas práticas de como as empresas devem proceder à colheita, coleta ou o cultivo de ingredientes da biodiversidade de forma respeitosa levando em consideração o meio ambiente e as pessoas daquelas localidades, que entendem esse meio ambiente como lar.


Agora que já estamos ambientados em relação ao tema, vamos voltar à pergunta inicial: Você sabe o que é biodiversidade? Na edição 2020 do Biodiversity Barometer, o UEBT aplicou a pesquisa em seis países: Brasil, França, Alemanha, Suíça, Reino Unido e Estados Unidos; e obteve 6 mil respostas de consumidores para esta pergunta.


Em 2020, 78% dos entrevistados disseram ter ouvido falar sobre biodiversidade. O número é maior do que os 67% registrados na pesquisa aplicada pela UEBT em 2010. A grande maioria dos respondentes foram capazes de definir o significado de biodiversidade corretamente em quase todos os países pesquisados, com exceção do Brasil onde a compreensão sobre o tema teve uma ligeira queda em relação aos anos anteriores. 


A UEBT define biodiversidade como sendo “a variedade de vida na Terra. O ar que você respira, os alimentos que ingere e o acesso à água potável dependem da biodiversidade. A biodiversidade é vital e sem ela, nós, humanos, não podemos sobreviver”.


Conscientização sobre biodiversidade no mundo


Ao longo dos 11 anos em que o Biodiversity Barometer foi aplicado, 74 mil pessoas foram ouvidas em 116 países, onde foi possível pesquisar e rastrear a noção global sobre biodiversidade dentro dessas sociedades, como observado na imagem a seguir. 


UEBT Biodiversity Barometer


Embora a percepção dos brasileiros sobre a biodiversidade tenha caído um pouco na última edição do estudo, nós, em conjunto com outros países latinoamericanos e asiáticos, registramos uma maior percepção sobre a temática. Segundo a UEBT, provavelmente isso acontece porque essas duas regiões possuem uma fauna e flora bastante ricas e diversas em número de espécies.


A relação entre biodiversidade e negócio 


O primeiro elo entre a percepção de biodiversidade e o universo dos negócios está na figura do consumidor. O UEBT Biodiversity Barometer demonstrou que é cada vez maior o número de consumidores que buscam fazer escolhas éticas e esperam que as empresas façam a sua parte e contribuam positivamente com o meio ambiente e a sociedade. Ou seja, as decisões de compra estão sendo balizadas por princípios éticos e sustentáveis.


Segundo o  Biodiversity Barometer, compras realizadas com base em princípios éticos contribuem para uma sensação de bem-estar. Dos consumidores pesquisados, 77% se sentem bem ao comprar produtos de empresas que respeitam a biodiversidade e as pessoas. Entre consumidores mais jovens, com idades entre 25-34 anos, esse número sobe para 80%. Além disso, 82% dos pesquisados acreditam que esse tipo de escolha de consumo acaba gerando um impacto positivo.


Outro dado bastante relevante trazido pela pesquisa se refere ao comportamento de consumo durante a atual crise do Covid-19. O Biodiversity Barometer mostrou que a pandemia tem levado os consumidores a pensarem ainda mais sobre os impactos nos campos da saúde e do meio ambiente causados a partir do seu comportamento de consumo.


Confiança dos consumidores nas empresas em baixa 


Ao longo de uma década de pesquisa, o UEBT Biodiversity Barometer identificou que a confiança dos consumidores nas empresas tem se mantido muito baixa. A pesquisa demonstrou que nos países ocidentais a taxa média de confiabilidade que as empresas se preocupam com questões éticas relacionadas à biodiversidade ficou na casa dos 41%. No Brasil, a média de confiabilidade sobe para 59%. É importante ressaltar que a pesquisa também destacou: quanto maior a renda e o nível de educação dos consumidores, menor a confiança nos negócios.


Segundo o Biodiversity Barometer, os consumidores têm grandes expectativas em relação às boas práticas éticas das empresas. 


82% dos entrevistados consideram que as empresas têm a obrigação moral de garantir um impacto positivo nas pessoas e na biodiversidade.


Algumas indústrias lidam de forma direta com a biodiversidade, como o setor alimentício e o de cosméticos. Mas isso não significa que as demais indústrias não gerem impacto na biodiversidade, por isso mesmo a importância do tema para o setor industrial como um todo. Há uma crescente preocupação de diversos segmentos quanto aos impactos ambientais gerados pela atividade industrial e a busca por soluções cada vez mais sustentáveis para solucionar os impasses. A logística reversa de embalagens e a compensação dessas embalagens por meio de créditos de reciclagem são algumas práticas que ajudam a mitigar os danos ambientais e consequentemente contribuem para a manutenção da biodiversidade em diferentes ecossistemas. 

 

O UEBT Biodiversity Barometer 2020 fecha um ciclo de investigação, uma vez que essa é a última edição da pesquisa. O ano de 2020 marcou também o final da chamada década da biodiversidade das Nações Unidas, que se propôs a acompanhar as ações realizadas em prol da preservação da biodiversidade ao longo de 10 anos. O Biodiversity Barometer deixa de existir, mas a fiscalização por parte dos consumidores é uma tendência de mercado que não dá sinais que deva arrefecer nos próximos anos.


Se a sua empresa se preocupa com questões éticas relacionadas ao meio ambiente e a biodiversidade, e busca uma forma de colocar em prática ações estruturadas que tenham um impacto positivo na cadeia da reciclagem, fale com a Polen. Nossa equipe terá um enorme prazer em atender as necessidades da sua empresa. 


Referências:

UEBT - Union for Ethical Biotrade 

Biodiversity Barometer

Autora: Daniella Barbosa


Fale Com a Polen